quinta-feira, 31 de março de 2011

.

A chuva caindo
O som da tristeza a chorar
Seguirei a dormir
Junto dos rugidos dos trovões
Que assusta corações.
Mas como? Sem sono, sem sonhos.
O agudo som do pingar da chuva
Rente aos meus ouvidos atentos.
A janela ao meu lado
Embaçada pelo vento frio
Que bate furioso expressando o teu vazio.
A noite está nublada
E as estrelas foram apagadas
A lua sumiu
E o relâmpago caiu.
Ao meu lado o medo se deitou
Meu corpo tremia
E a dor não saia.
Abracei forte o cobertor
Tentando aconchegar-me em teu calor
No telhado a chuva batia
E temendo, gritos eu ouvia.
No passar do tempo dormi
Um sono tranqüilo tão desejado
Quando acordei eu vi
O sol brilhar ao meu lado.

4 comentários:

  1. Ah *-* Que poesia linda.
    As rimas dão um toque a mais e a imagem que você selecionou combinou perfeitamente.

    ResponderExcluir
  2. seguindo seu blog,segui la :http://contoai.blogspot.com ou o falandoserioeuacho.blogspot

    ResponderExcluir
  3. obrigada pela visitinha

    lindo cantinho

    boa sexta
    beijos e flores

    ResponderExcluir