quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Pedido de uma crinça a seus pais

Obs:Meu pai que pediu pra mim postar esse aqui :) ta ae


Não tenham medo de serem firmes comigo. Prefiro assim. Isso faz com que eu me sinta mais seguro. Não me estraguem. Sei que não devo ter tudo o que peço. Só estou experimentando vocês. Não me corrijam com raiva, nem na presença de estranhos. Aprenderei muito mais se me falarem com calma e em particular. Não me protejam das consequências de meus erros. Às vezes, eu preciso aprender pelo caminho áspero. Não levem muito a sério as minhas pequenas dores. Necessito delas para amadurecer. Não sejam irritantes ao me corrigir se assim o fizerem, eu poderei fazer o contrário do que me pedem. Não me façam promessas que não poderão cumprir depois. Lembre-se que isso me deixa profundamente desapontado. Não ponham a prova a minha honestidade. Sou facilmente levado a dizer mentiras. Não me apresentem um Deus carrancudo e vingativo. Isso me afastaria dele. Não me desconversem quando faço perguntas, senão serei levado a procurar respostas na rua todas as vezes que não as tiver em casa. Não se mostrem para mim como pessoas infalíveis. Ficarei extremamente chocado quando descobrir um erro de vocês. Não me digam simplesmente que meus receios e medos são bobos. Ajudem-me a compreendê-los e vencê-los. Não me digam que não conseguem me controlar. Eu me julgarei mais fortes que vocês. Não me tratem como uma pessoas sem personalidade. Lembre-se que tenho meu próprio modo de ser. Não vivam apontando os defeitos das pessoas que me cercam, isso irá criar em mim, mais cedo ou mais tarde, o espiríto de intolerância. Não se esqueçam de que eu gosto de experimentar as coisas por mim mesmo. Não queiram ensinar tudo. Não tenham vergonha de dizer que me amam. Eu necessito desse carinho e amor para poder transmiti-lo a vocês e aos outros. Não desistam nunca de me ensinar o bem, mesmo quando eu parecer não estar aprendendo. Insistam através do exemplo e, no futuro, vocês verão em mim o fruto daquilo que plantaram.

Os padrões da beleza


Se você acha que as meninas magras não têm do que reclamar ou com o que se preocupar em relação ao seu corpo,engana se. Na verdade, algumas de nós magérrimas  não achamos que nossa silhueta é lá essas coisas.  Isso aqui não é um momento deprê ou coisa assim, é só pra mostrar que não é só por que o padrão de beleza atual é magreza que as magras são bonitas e felizes com seu corpo. Vejamos algumas situações que acontecem comigo 
Vou numa loja e vejo um jeans lindo. Pergunto se tem o meu tamanho, espero que por enquanto 34, e a vendedora diz que só tem o 36,38...
Depois eu encontro calças que cabem em mim, só que elas são cheio de frescuras que eu ñ gosto tamanho 14 ou 16, que não vão ficar nenhum pouquinho legais , Quando vou comer com a família, sempre alguém comenta: “Tá fazendo regime?” ou “Não ta querendo engordar, é?”. Já cansei de responder sem graça: “Eu como pouco mesmo”.
Eu sempre levo numa boa, mas o que me deixa profundamente pra baixo é quando algum sem-noção pergunta se eu não estou com anorexia. Fala sério! Anorexia não é ser magra e sim a obsessão com isso, uma distorção da própria imagem que faz a vítima se achar sempre gorda mesmo estando dentro do peso normal. As pessoas fazem esse tipo de comentário sem se dar conta de que nem todo mundo é X ou Y fisicamente por que quer.
Pois é meninas, antes de se atacarem por que apareceu um culote, lembrem-se de que nem tudo é perfeito e que todos têm problemas ou defeitos, aliás, “defeito” é uma definição que alguém arranjou para denominar aqueles que não estão dentro dos padrões e nós acabamos acreditando nisso. É por isso que as pessoas reclamam porque são baixas, altas, magras, gordas, etc. puramente por estarem fora dos “padrões” acabam se achando feias. Tem tantas pessoas bonitas que estão fora dos “padrões”. 
Se cuidem, por que eu vou sem desespero nenhum em busca de caber num jeans 36 sem deixar de aproveitar a vida!